EB RAIMONDA

Outubro - Mês Internacional das BE´s

Inserido nas comemorações do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, iniciou-se na EB de Raimonda, a atividade o "Autor do Mês", que se prolongará durante todo o ano letivo.
Para o mês de outubro, a autora selecionada foi Maria Alberta Menéres, tendo todas as turmas participado nas atividades promovidas pela BE, no âmbito desta iniciativa.

 
 
Paineis alusivos à escritora promovida em outubro
 
 
 
__________________xXx_________________

“POESIA INVENTADA”
 Se…

Se o mar fosse uma estrada,
Se a estrada me levasse à montanha,
Se a montanha fosse de papel,
Se o papel cantasse fado,
Se o fado me levasse à lua,
Se a lua fosse piloto,
Se o piloto vestisse uma banana,
Se a banana se colocasse à janela,
Se a janela comesse moscas,
Se as moscas soubessem matemática,
Só faltava a gramática!
(Catarina Andrade, 4ºA)

Se o mar fosse uma estrada,
Se a estrada me levasse à montanha,
Se a montanha tivesse neve,
Se a neve fosse vermelha,
Se o vermelho fosse o javali,
Se o javali fosse bonito,
Se o bonito se tornasse feio,
Se feio fosse a foca,
Se a foca caísse do céu,
Se o céu não fosse azul,
Fosse da cor do primo Saul.
(Raquel Camelo, 4ºA)

Se o mar fosse uma estrada,
Se a estrada me levasse à montanha,
Se a montanha chegasse ao céu,
Se o céu fosse verde,
Se o verde pintasse as nossas lágrimas,
Se as lágrimas caíssem no ar,
Se o ar varresse o vento,
Se o vento soprasse as pessoas,
Se as pessoas voassem sobre o mar,
Se o mar coubesse dentro de nós,
Se nós fossemos bondosos,
Se os bondosos ajudassem alguém,
E esse alguém fosses tu também!
(Eduardo Moreira, 4ºA)

Se o mar fosse uma estrada,
Se a estrada me levasse à montanha,
Se a montanha me levasse ao céu,
Se o céu fosse à terra,
Se a terra andasse de carro,
Se o carro não tivesse rodas,
Se as rodas fossem casas,
Se as casas falassem português,
Se o português gostasse do Sócrates,
Se o Sócrates fosse inglês,
Se o inglês comesse bacalhau,
Se o bacalhau resmungasse com a sardinha,
Se a sardinha gostasse de ser pescada,
Eu dela até gostava!
(Pedro de Moura, 4ºA)

Se o mar fosse uma estrada,
Se a estrada me levasse à montanha,
Se a montanha andasse de carro,
Se o carro andasse no ar,
Se o ar se afogasse no mar,
Se o mar comesse os peixes,
Se os peixes jogassem à bola,
Se a bola comesse a lua,
Se a lua dançasse com as estrelas,
Se as estrelas andassem com a montanha,
Isso ia ser uma coisa estranha!
(Andreia Ferreira, 4ºA) 

__________________xXx_________________


CONCURSO I

A turma do 2º e 4º ano da Escola Básica do 1º ciclo de Raimonda participou no concurso " Portugal a minha primeira escolha".
Este concurso tinha como principal objectivo promover uma reflexão sobre a necessidade e importância de comprar produtos portugueses para melhorar a nossa economia. Pois quando compramos produtos portugueses estamos a contribuir para criar emprego e gerar riqueza dentro do nosso próprio país.
O nosso professor explicou-nos como é importante fazer uma compra acertada. E que essa compra pode ajudar as nossas mães (a maioria costureiras) e os nossos pais (a maioria marceneiros) a manterem o seu trabalho.
Nós ouvimos o Sr. Presidente da República, o Dr. Aníbal Cavaco Silva, a semana passada a dizer que o país está em crise porque ninguém compra produtos portugueses. Isso é verdade, a grande maioria dos portugueses ainda não sabe isso, mas a nossa turma quando vai às compras com os pais já sabe e pede sempre produtos portugueses. O professor até nos explicou que no caso da fruta, tem de estar escrito ao lado do preço de onde ela vem. Nós já encontramos laranjas de África, alhos da China e muito mais... Será que as laranjas portuguesas não serão mais fresquinhas e docinhas?
Por isso já sabem amigos "Portugal é a nossa primeira escolha".





Este concurso oferecia três prémios aos melhores trabalhos plásticos, desenvolvidos por cada turma a nível nacional. Infelizmente não fomos os vencedores, o professor viu na Internet alguns trabalhos vencedores e disse que os nossos mereciam um prémio. Mas nem todos podiam ganhar. Também gostaríamos de agradecer a ajuda da Prof.ª Rosária na realização do trabalho e esperar que na próxima o júri do concurso nos atribua um prémio.

Aqui ficam algumas fotos dos nossos trabalhos:





Turma 2º e 4º ano do Professor Paulo Rodrigues

__________________xXx_________________


 
POESIA DIVERTIDA

Semana da Leitura
“As irmãs gagás”

Eram três irmãs
E todas gaguejavam
Não se percebia nada
Quando elas falavam.

O pucarinho já está pronto
Vamos tirar o testo
Pega com cuidado,
Para não virar no cesto!

A mãe deu-lhes o recado
E elas tentaram evitar
Mas esqueceram-se do que ela disse
E tiveram de falar.

E o noivo
Até ao seu destino andava
Foi visitar as três irmãs
E mal sabia o que o esperava!

E são assim as três irmãs,
Muito atrapalhadas.
Pensavam que vinha um príncipe
Para as salvar, com as suas espadas.
Eduardo Moreira, 4ºA – EB1 de Raimonda

“O charlatão”

Era uma vez um fidalgo
Que era um fala-barato.
Era muito espertalhão
E dizia que punha a falar, até um sapato!

Dirigiu-se ao rei
Para dar a novidade
Pensou muito bem
Para não fazer maldade.

O contrato é dez anos
E assim ficou
Tinha de pôr o burro a falar
Se não a vida dele acabou.

E foi assim a história
Não se sabe se algum morreu
Mas tinha de cumprir
O que ele prometeu!
Eduardo Moreira, 4ºA – EB1 de Raimonda

__________________xXx_________________



CONCURSO DE MÁSCARAS 2011
CONCURSO I
 

A turma do 2º e 4º ano da Escola Básica do 1º ciclo de Raimonda participou no concurso " Portugal a minha primeira escolha".
Este concurso tinha como principal objectivo promover uma reflexão sobre a necessidade e importância de comprar produtos portugueses para melhorar a nossa economia. Pois quando compramos produtos portugueses estamos a contribuir para criar emprego e gerar riqueza dentro do nosso próprio país.
O nosso professor explicou-nos como é importante fazer uma compra acertada. E que essa compra pode ajudar as nossas mães (a maioria costureiras) e os nossos pais (a maioria marceneiros) a manterem o seu trabalho.
Nós ouvimos o Sr. Presidente da República, o Dr. Aníbal Cavaco Silva, a semana passada a dizer que o país está em crise porque ninguém compra produtos portugueses. Isso é verdade, a grande maioria dos portugueses ainda não sabe isso, mas a nossa turma quando vai às compras com os pais já sabe e pede sempre produtos portugueses. O professor até nos explicou que no caso da fruta, tem de estar escrito ao lado do preço de onde ela vem. Nós já encontramos laranjas de África, alhos da China e muito mais... Será que as laranjas portuguesas não serão mais fresquinhas e docinhas?
Por isso já sabem amigos "Portugal é a nossa primeira escolha".


Podem apreciar na imagem que se segue os vencedores do Concurso de Máscaras 2011 organizada pela BE em parceria com a escola, respectivos docentes e alunos.
fazendo prova de infinita imaginação e tendo em conta os critérios definidos para a atribuição dos prémios, nomeadamente, originalidade, estética e utilização de materiais recicláveis, foi oferecido um prémio por cada ano de escolaridade ao trabalho que melhor preenchia as condições atrás mencionadas.
Neste tipo de avaliação, por vezes algo subjectiva, corre-se sempre o risco de ser injusto, nomeadamente perante tanta qualidade apresentada a concurso... mas o mais importante é que os alunos desenvolveram a sua criatividade, preservando, em simultâneo, o meio ambiente.
Parabéns a todos os participantes e em especial aos vencedores!
Agradecemos, ainda, à PORTO EDITORA e ao seu representante local pela cedência dos prémios oferecidos aos vencedores dos 4 anos de escolaridade.

VENCEDORES





__________________xXx_________________




O Sapo Apaixonado
Max Velthuijs

Ilustrações








__________________xXx_________________


O CANTAR DOS REIS

O dia seis de Janeiro
É dia que me seduz
Vão os Reis Magos a Belém
Ver o Menino Jesus.
(Catarina Andrade, 4ºA)

Os reis de longe lhe trazem
Tesouros, incenso e mirra.
Se me dessem tais presentes,
Eu cá fazia uma birra!
(Duarte Alexandre, 4ºA)

Ano Novo, Ano Novo,
Ano Novo, melhor ano,
Vimos cantar as Janeiras,
Como é de lei, de cada ano.
(Pedro Moura, 4ºA)

O caminho era torto,
Uma estrela vos guiou.
Em cima de uma cabana,
Essa estrela se pousou.
(Carlos Manuel, 4ªA)

Partiram do Oriente
Os Três com o mesmo destino,
Cada um com seu presente
Para oferecer ao Menino.
(Raquel, 4ºA)

Os Três Reis do Oriente,
Já partiram para Belém,
Adorar o Deus Menino,
Que a Nossa Senhora tem.
(Helena, 4ºA)

Entrai, pastores, entrai!
Por este portal sagrado:
Vinde adorar o Menino,
Numas palhinhas deitado.
(Andreia, 4ºA)

Nós vimos aqui cantar
Mas não queremos dinheiro
Queremos pão e vinho. E que mais?
E chouriço do fumeiro!
(Jorge Miguel, 4ºA)

Agora vamos embora,
A todos muito obrigado,
Por nos darem um chouriço,
Que não tarda a ser assado.
(Mariana, 4ºA)

__________________xXx_________________



Relativo ao Concurso de S. Martinho/Magusto 2010 é com prazer que se anunciam os vencedores do passatempo e se publicam as respectivas produções vencedores nas duas categorias em disputa, nomeadamente: categoria 1º/2º ano e categoria 3º/4º ano.

A LENDA DE S. MARTINHO

Pela estrada romana
Martinho vai veloz a cavalgar.
Vai bem agasalhado
Com a sua capa militar.

A meio do caminho
Encontra um mendigo.
Foi arrepiante para Martinho
Ver o pobre nu e sozinho.

Saltou do cavalo
E não hesitou.
Cortou a capa a meio
E o mendigo salvou.

Logo no céu apareceu
Um lindo Sol a brilhar.
Já nem era preciso capa
Para o mendigo agasalhar.

Eles seguiram o seu caminho.
E todos os anos nesta altura
Festejamos o São Martinho
Com castanhas e bom vinho.
Vítor, 3º A



S. MARTINHO

S. Martinho, S. Martinho
É tempo de festejar
Com muitas castanhas
Com bom vinho, vamos brindar.

Faz-se uma fogueira
Reúnem-se as famílias
E todos juntos em volta
Cantam-se belas melodias.
Diana, 2ª A


_______________________________xXx_______________________________ 


  
Nós, a turma do 3ºA, temos vindo a trabalhar a história da Bruxa Cartuxa e os Primos, por capítulos, e estamos a adorar. Já fizemos vários trabalhos: sopa de letras, banda desenhada, resumos…
Hoje resolvemos apresentar dois trabalhos realizados por quatro colegas: Vítor Hugo, Carlos Filipe, Joana Filipa e Rúben. O trabalho diz respeito ao 5º capítulo. Neste capítulo, tínhamos de contar a história em verso.          
 A canção de despedida
A corda dividiram
Para a baleia salvar
Com três partes ficaram
E puxaram para a libertar.

O esforço foi muito
E não se cansaram
Com aquele forte puxão
A baleia soltaram.

A baleia ficou feliz
E esguichos deu a nadar
Com todos a brincar
A felicidade pairou no ar.

Ai que alegria
Ai que alegria
Baleia solta
Missão cumprida.

Voltar para casa
Ao fim do dia
Missão cumprida  
Que alegria!

Vítor e Carlos


A Canção de Despedida

A baleia estava desesperada e chorava

Chorava, chorava, ninguém a acalmava
A bruxa Cartuxa foi ajudá-la                     
Na verdade não sabia o que fazer
Com aquela confusão
A baleia chorava, chorava
O tempo passava, ninguém de lá a tirava.

Difícil o dia, a baleia desanimada
E as horas corriam e ala lá estava.

De tanto a bruxa pensar, eis que surge uma ideia
E pega numa corda e divide-a em três
Só que a baleia chorava, chorava e nada a acalmava
Puxaram com tanta força que de lá a tiraram
Ela estava muito feliz e esguichos deu no ar
Divertida estava a bruxa a rodopiar
Imensas brincadeiras foram feitas pela águia.
Durante algum tempo, até se esqueceram dos meninos
A baleia já não chorava, agora até dançava.

Joana Filipa e Rúben